3.239.11.178
(+244) 921 543 587Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30

Mercado de capitais: como garantir Compliance do setor financeiro não bancário

Nos últimos anos, Angola tem testemunhado um notável desenvolvimento no seu mercado de capitais. Esse crescimento é resultado de esforços conjuntos de várias organizações em prol de regulamentações claras, infraestruturas adequadas e um ambiente propício para o florescimento de setores não tradicionais. Este progresso está alinhado com o desafio do governo angolano de diversificar a atividade económica do país, criando oportunidades em novos setores.

Este período de transformação recente tem sido significativo principalmente no âmbito económico, onde o mercado financeiro está a desempenhar um papel cada vez mais importante na atração de investimentos estrangeiros e, por consequência, na procura tão esperada pela diversificação da economia de Angola.

Entretanto, esse processo de diversificação e expansão do mercado de capitais também trouxe consigo desafios significativos em termos de conformidade legal e regulatória.

O setor financeiro não bancário em Angola

O setor financeiro não bancário em Angola engloba uma variedade de instituições, incluindo empresas de seguros, fundos de investimento e outras entidades financeiras que não são tradicionalmente consideradas bancos. A diversificação desse setor é fundamental para a economia, permitindo o acesso a uma gama mais ampla de serviços financeiros.

No entanto, com a diversificação vem a complexidade. As instituições financeiras não bancárias enfrentam regulamentações específicas que visam proteger os investidores e manter a estabilidade do mercado. O Compliance, portanto, torna-se uma parte crucial de suas operações diárias.

A importância do compliance no setor financeiro não bancário

Tratando-se de um conjunto de práticas e procedimentos que as instituições financeiras não bancárias devem seguir para cumprir as leis e regulamentações relevantes, garantir compliance no setor financeiro não bancário não só garante a conformidade legal, mas também ajuda a manter a integridade e a confiança dos investidores e do mercado em geral.

Como garantir complianceno setor financeiro não bancário em Angola

1. Conheça as Regulamentações Locais e Internacionais

As instituições financeiras não bancárias em Angola devem estar cientes das regulamentações locais e internacionais que se aplicam ao seu setor. Isso inclui leis específicas, como a Lei do Mercado de Capitais de Angola, bem como padrões internacionais.

2. Desenvolva políticas e procedimentos internos

É fundamental criar políticas e procedimentos internos que estejam em conformidade com as regulamentações aplicáveis. Isso inclui a implementação de procedimentos internos que garantem o cumprimento das políticas.

3. Auditorias e monitorização contínua

As instituições financeiras não bancárias devem realizar auditorias regulares para avaliar a sua conformidade. Além disso, a monitorização contínua das operações e a adaptação às mudanças regulatórias são fundamentais para manter o Complianceao longo do tempo.

4. Parceria com especialistas em Compliance

Muitas instituições financeiras não bancárias em Angola optam por procurar assistência de especialistas em Compliance e consultores regulatórios. Essas parcerias podem fornecer orientação especializada e ajudar na implementação eficaz de medidas de conformidade.

Automatização e conformidade: a chave para o sucesso

Operar no mercado financeiro não bancário de Angola é complexo e desafiador. As regulamentações estão em constante evolução, exigindo uma adaptação ágil por parte das instituições financeiras. É aqui que a tecnologia desempenha um papel fundamental, fornecendo as ferramentas necessárias para simplificar a conformidade regulatória e melhorar a eficiência operacional.

O papel vital da Cegid Primavera

O software de gestão Cegid Primavera, um parceiro tecnológico de confiança das principais empresas em Angola por mais de duas décadas, tem desempenhado um papel vital na transformação digital do mercado de capitais.

Os Consultores Cegid têm sido fator de sucesso na digitalização do mercado de capitais

No mundo financeiro em constante evolução, a digitalização é mais do que uma tendência: é uma necessidade. E, quando se trata do mercado de capitais, a experiência e o conhecimento especializado desempenham um papel fundamental para o sucesso nesse processo. É aqui que os Consultores Cegid entram em ação, como verdadeiros catalisadores dessa transformação.

Com uma equipa de consultores altamente especializados, a Cegid destaca-se ao unir um profundo entendimento das soluções tecnológicas disponíveis com um conhecimento aprofundado das particularidades do mercado de capitais. Esse conhecimento é vital para digitalizar as operações e garantir uma eficiência operacional impecável.

Processos que o software Cegid Primavera tem otimizado no mercado de capitais

Automatização do reporting às entidades oficiais:recolha automática dos dados que suportam os relatórios a enviar às entidades oficiais, nomeadamente Administração Geral Tributária (AGT), Comissão do Mercado de Capitais (CMC) e da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG).

Monitorização e prevenção de fraudes em tempo real: acompanhamento das actividades administrativas e financeiras, identificando anomalias e actividades suspeitas, processos essenciais para cumprimento das regulamentações de prevenção à lavagem de dinheiro (AML) e combate ao financiamento ao terrorismo (CFT).

Segurança da Informação em conformidade com o RGPD: conformidade com os requisitos regulatórios da lei de protecção de dados.

Maior precisão e redução de erros: redução de erros humanos e melhoria a precisão na colecta e análise de dados, minimizando assim os riscos de não conformidade, através da integração diferentes soluções que actuam no ecossistema financeiro.

Informação analítica de apoio à decisão: recolhe e análise de grandes volumes de dados, identificando padrões que podem indicar riscos ou irregularidades.

Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!