3.238.117.130
(+244) 921 543 587Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
tendencias-na-gestao-empresarial

6 tendências na gestão empresarial para 2024

A mudança de ano é sempre uma boa altura para fazer balanços. É importante celebrar as ocasiões em que fomos bem-sucedidos, examinar aquelas em que falhámos e perceber ainda onde há margem para melhorar. Para garantir que o seu negócio continua a evoluir, é importante estar a par das novidades e implementar novas táticas e ferramentas tecnológicas. Mostramos-lhe, por isso, quatro tendências na gestão empresarial a que vai querer prestar atenção em 2024.

1) Inteligência Artificial (IA) e automatização avançada

 

À medida que essas tecnologias continuam a amadurecer, observamos uma série de impactos significativos na maneira como as organizações operam e tomam decisões estratégicas.

1. Automatização de processos: Tarefas rotineiras e repetitivas podem ser executadas de forma rápida e precisa por sistemas automatizados, permitindo que os colaboradores humanos concentrem os seus esforços em atividades mais complexas e estratégicas.

2. Análise Preditiva e Business Intelligence: A capacidade da IA em analisar grandes volumes de dados em tempo real e identificar padrões complexos possibilita uma análise preditiva mais precisa. Isso não apenas auxilia na antecipação de tendências de mercado, mas também na identificação de oportunidades e na mitigação de riscos. Ferramentas de Business Intelligence alimentadas por IA fornecem insights valiosos, orientando as decisões gerenciais com base em dados confiáveis e relevantes.

3. Chatbots e Assistência Virtual: Aimplementação de chatbots e assistentes virtuais é uma tendência crescente na gestão empresarial. Essas soluções baseadas em IA oferecem suporte instantâneo aos clientes, melhorando a experiência do utilizador e libertando a equipa de atendimento para tarefas mais complexas. Além disso, dentro das organizações, assistentes virtuais podem ser empregues para ajudar os colaboradores na procura de informações e na automatização de processos internos.

4. Tomada de decisões otimizada: Algoritmos avançados analisam dados históricos e em tempo real, proporcionando insights relevantes para a formulação de estratégias. Essa capacidade de tomar decisões baseadas em dados ajuda a reduzir a subjetividade e aumentar a eficácia na gestão, proporcionando um ambiente mais orientado por evidências.

5. Evolução da força de trabalho: À medida que a IA assume tarefas rotineiras, os profissionais podem dedicar-se a atividades que exigem habilidades humanas exclusivas, como criatividade, empatia e pensamento crítico. Isso não apenas enriquece o trabalho diário, mas também impulsiona a capacidade da empresa de se adaptar rapidamente às mudanças e inovações.

 
 

2) Cloud e mobilidade


Poder executar algumas tarefas à distância ou consultar documentos através de dispositivos móveis, enquanto estamos em viagem ou fora do escritório, é cada vez mais uma necessidade transversal a vários setores de atividade.

E já existem soluções de sistemas de gestão empresarial - ERP cloud - preparados para dispositivos móveis, que permitem aos gestores aceder, a partir de qualquer lugar, a informação exata e fidedigna para poder tomar decisões rápidas e seguras.
 
Estes sistemas cloud não só são o maior aliado da gestão colaborativa, como são o arquétipo da competitividade nos negócios. E uma das grandes tendências na gestão para 2024.
 

3) Liderança adaptativa


 

A dinâmica do ambiente empresarial moderno exige uma abordagem de liderança que vá além das estruturas hierárquicas tradicionais. A liderança adaptativa surge como uma resposta necessária para enfrentar a constante evolução nos negócios e as mudanças rápidas nas necessidades do mercado. Neste contexto, diversos aspetos da liderança adaptativa merecem destaque:

1. Flexibilidade diante da mudança:A liderança adaptativa é, acima de tudo, caracterizada pela flexibilidade. Os líderes empresariais precisam de estar prontos para se ajustarem a novos cenários, abraçar mudanças e até mesmo antecipar-se a elas. Essa flexibilidade permite uma resposta mais ágil a desafios e oportunidades, garantindo que a empresa esteja sempre um passo à frente num ambiente competitivo.

2. Resiliência em momentos de adversidade:Enfrentar desafios, superar crises e aprender com as adversidades são aspetos fundamentais da liderança resoluta. Ao manter uma atitude resiliente, os líderes inspiram confiança na equipa, criando um ambiente onde a superação é valorizada.

3. Aprendizagem contínua como pilar da liderança: A liderança adaptativa reconhece que a aprendizagem é um processo contínuo e vital. Líderes que procuram constantemente adquirir novos conhecimentos, habilidades e perspetivas estão melhor equipados para enfrentar os desafios emergentes.

4. Estruturas organizacionais ágeis:Hierarquias tradicionais estão a ser substituídas por estruturas mais ágeis e horizontais. A descentralização do poder e a promoção da autonomia capacitam os colaboradores a tomar decisões rápidas e inovar nas suas áreas de atuação.

5. Estímulo à inovação constante:Líderes capazes de se adaptarem reconhecem a importância da inovação para a sobrevivência e crescimento da empresa. Eles incentivam a criatividade, aceitam o risco calculado e promovem uma cultura que valoriza as ideias disruptivas. A inovação constante não é apenas uma resposta às mudanças, mas uma estratégia proativa para se destacar no mercado.

6. Comunicação transparente e aberta:Os líderes partilham informações relevantes, promovem a participação ativa da equipa e criam um sentido de propósito partilhado. A transparência contribui para a construção de confiança, fundamental para o sucesso de qualquer liderança adaptativa.

 

4) Sustentabilidade Integrada

 

A conscientização ambiental e social está a moldar as expectativas dos consumidores e a impactar as operações das empresas. A sustentabilidade já não é apenas uma iniciativa de relações públicas: tornou-se uma parte integrante das estratégias empresariais. Empresas que adotam práticas sustentáveis não apenas contribuem para o bem-estar do planeta, mas também ganham a preferência de consumidores e investidores conscientes.

5) Modelos de trabalho flexíveis

 

A pandemia acelerou a adoção de modelos de trabalho flexíveis, e em 2024, espera-se que muitas empresas mantenham essa flexibilidade. O trabalho remoto, a jornada de trabalho flexível e a ênfase no equilíbrio entre trabalho e vida pessoal estão a moldar uma nova abordagem para a gestão de talentos. Líderes precisarão de aprimorar as suas habilidades de gestão virtual e cultivar uma cultura corporativa inclusiva, independentemente da localização física dos colaboradores.

6) Self-service: maior autonomia para os colaboradores


Até a mais bem oleada das engrenagens é capaz de encravar com alguns grãos de areia. O mesmo se passa com as equipas que se vêm a braços com uma quantidade excessiva de micro tarefas que, embora imprescindíveis ao bom funcionamento da empresa, acabam por limitar a sua produtividade. Esta é uma dificuldade particularmente sentida pelos gestores de equipas e departamento de Recursos Humanos.

Muitas dessas tarefas podem, no entanto, ser transferidas para os próprios colaboradores através da utilização de plataformas em modo self-service. Da atualização da sua informação pessoal à gestão de férias, faltas e horas extras, estas ferramentas conferem uma elevada autonomia aos colaboradores e permitem maior agilidade na resolução das suas necessidades. Ao mesmo tempo, contribuem para aumentar a eficiência do departamento de RH e simplificam a gestão de pessoas.

Agora que já conhece as tendências na gestão empresarial para 2024, está a pensar em implementar alguma delas no seu negócio?
 
 

Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!